05 julho 2013

Entrevista com Cleciane Cruz


Olá meu povo, como estão? Bom, como eu havia prometido uma entrevista nova venho cumprir essa promessa. Dessa vez vcs vão conhecer mais uma amiga minha que também tem Miastenia e vão ver tbm que nem todos com Miastenia são iguais ou tem os mesmos sintomas e dificuldades. Espero que tomem ela como um exemplo pq ela realmente me surpreendeu.
Nome: Cleciane Cruz 

Idade: 21 anos

Profissão: Estudante

Estado civil: Solteria

Qual seu estilo? Diversificado. Depende muito do dia e do meu estado de espírito.

Filme: Um amor para recordar, A procura da felicidade, Quese deuses.

Hobbys: Praia, a natureza.

Um amor: Deus, a vida.

Sonhos: Puts! São tantos, se fosse pra escrever todos levaria dias. Mas.. vamos lá, citarei os essenciais resumidamente...
Saúde: ter estabilização da MG. Profissional: ingressar na faculdade, concluir minha graduação em Biotecnologia (voltado para saúde) ou Biomedicina, focando em
pesquisas para doenças raras (em especial Miastenia). Ou ainda Psicologia. Ter um bom emprego. Participar de algum projeto social.Sentimental e familiar: encontrar um
grande amor (pra  vida inteira), construir uma família.:)

Medos: Perder minha mãe.
3 coisas que não vive sem: Nâo tenho apego para chegar ao ponto de não conseguir viver sem (exceto meu BIPAP. rs). Mas 3 coisas que é bem difícil ficar sem: meu
celular, internet e livros, revista (algo pra ler).

Se arrepende de algo ? De tudo o que já deixei de fazer por medo.

Como você foi diagnosticada com a Miastenia Gravis? Tive meu diagnóstico fechado aos 5 anos de idade, no hospital Sarah, com Dr. Walter (médico que me acompanha até
hoje). Entretanto, desde meu nascimento apresentei sintomas (choro fraco, dificuldade para deglutir, respirar, e, segundo conta minha mãe, muito "acomodada" em relação
aos outros bebês, o que levou a ela (minha mãe) procurar explicação para tal fato desde os meus 28 dias de nascida. Embora tenha recebido muitas respostas do tipo:
"você é uma mãe precipitada, há crianças em que o desenvolvimento é lento, sua filha pode ser uma", não desistiu até encontrar um diagnóstico preciso. 

Teve dificuldades de terminar os estudos ? Sim, mas apenas por conta da mobilidade.

Como era na escola com os amigos e professores? Eles te ajudavam ou atrapalhavam? Do ponto de vista amplo, foi bem tranquilo (houveram algumas situações chatas,
também). A grande maioria ajudavam/ajudam muito.

Pra você o que a miastenia te ensinou? Bom, não sei o que é vida sem Miastenia. Mas, creio que a vida com ela me ensinou a ser uma pessoa "paciente", positiva,
perseverante, resilente, sensível. Que ver beleza em pequenas coisas. E crer que o limite é o céu. rs 

Utiliza alguma coisa que ajuda no seu dia-a-dia a conviver com a MG? (Respirador, cadeira essas coisas); Sim, ambos. Cadeira de rodas fora do meu domicílio e Bipap
(tenho apénia) à noite.

Sofre ou já sofreu algum tipo de preconceito com a Miastenia ? Muuuuuuuuitos! Infelizmente vivemos em uma sociedade que valoriza muito as aparências. No caso de nós,
Miastenicos, funciona da seguinte maneira: Se a miastenia não lhe causa uma limitação visível, as pessoas acham que você está se aproveitando da doença, é preguiça,
corpo mole. Já se você tem uma limitação visível (por exemplo, não andar) as pessoas lhe subestima, as algumas, automáticamente, associam à outras limitações. É F...!
Mas, sabe? Gosto dessa coisa de SURPREENDER. rs 

Que sintoma mais te incomoda ? Todos incomoda. Pra mim os piores são: dificuldade para degluir e falar e respirar. Não sinto diariamente, mas de vez em quando eles
resolve "dar o ar da graça".

Se aceita do jeito que vc é agora ? Confesso que houve um tempo que não. Graças a Deus, hoje, sim. Cheguei a conclusão que: se você própria não se aceita, não pode
esperar aceitação do próximo. 

Teve alguma experiência de vida que serviu como lição pra você? Em específica, não. Considero a vida uma escola, e eu uma aterna aprendiz. Todo dia aprendo uma nova
lição.

Um lugar que gostaria muito de conhecer: Chapada Diamantina, Fernando de Noronha, A floresta Amazônica (fazer trilha por ela inteira, rs), Rio de janeiro e dentre
outros.

Uma frase: "Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão. Perder com classe e vencer com ousadia. Pois o triunfo pertence a que se atreve,
e a vida é muito para ser insignificante". (Charles Chaplin)

Fale um pouco de você: Como diz Lispector: "Sou como você me vê: posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando, e onde você me vê
passar".

Deixe seu recado para os nossos leitores: Hum... Posso pular essa parte? (risos). Sou péssima em recados. rs... Se você tem sonhos, lute com todas suas forças
(principalmente e essencialmente as interior) para realizá-los. Não importa o tempo que isso levará, nem os metódos que você utilizará para concretizá-los, o
importante é seguir em direção à ele, ultrapassando barreiras ou contornando obstáculos. As vezes, é preciso voltar e recomeçar, mas nunca é tarde para isso. Persista,
e se pensar em desistir, lembre-se dos obstáculos superados.
 A vida é como um livro cujo o autor é você!

16 comentários:

  1. Como é essa doença? não entendi direito

    Seguindo seu blog, segue de volta?
    www.cupcaketaste.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha no menu lá explica melhor.
      http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com.br/p/o-que-e-miastenia-gravis_17.html

      Excluir
  2. Ótima entrevista.
    O que eu posso dizer é que a cada dia admiro mais a minha irmã e as pessoas que tem MG.
    Vocês são muuuuuuuuito guerreiras!
    Se eu tivesse, nem sei... =/
    Irmã parabéns pelo blog. Está lindo!
    Vou tentar passar mais vezes por aqui, pra saber o que vc está pensando pq negócio de blog a pessoa se solta mais ne, rs.
    Cleciane, parabéns pela luta e eu lhe desejo tudo de bom, que Deus continue lhe abençoando e lhe dando forças, e que vc pense sempre positivo.
    Beeeeeijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Nossa que fofa ela, adorei demais a entrevistas, as perguntas e as respostas, não deve ser nada fácil enfrentar essa doença todos os dias, mas não impossível né, pelo o que eu li, ela deve ser feliz e corre atrás de seus objetivos e isso é muito bom mesmo, porque nada deve abater a gente, principalmente uma doença né, que é apenas um detalhe da vida.
    Beijinhos
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que história heim!

    Eu admiro tantos pessoas que passam por dificuldades e mesmo assim ainda não positivas e muito mais felizes do que muitas pessoas que tem "tudo" para serem felizes.

    Deus te abençoe querida, vc é uma guerreira.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Cara, que linda ela! Super forte. Não conhecia a doença e procurei mais informações, é muito bom ver a força de vontade e a felicidade dela >.<

    Att, Line
    putmerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Adorei a entrevista. Legal conhecer mais sobre a Miastenia.
    E ela não fica sem livros *-------* Ahhh só com isso já ganhou minha admiração kkk!
    Faça mais entrevistas, pois eu adorei!

    Bjs
    http://pensandoemlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ah, que coisa mais linda!
    Sério, adorei. Gosto muito de gente assim, se amando. O resultado é tão positivo.

    Muito legal!
    www.fizdecanetinha.com

    ResponderExcluir
  8. Uau! O blog está excelente, e fico impressionada pela determinação de vocês, saibam que são exemplos a ser seguidos... Cleciane, ao ler o seu depoimento fiquei maravilhada e parabéns, você é mais que vitoriosa.

    Fica o meu abraço e carinho!

    Lilia.

    ResponderExcluir
  9. Uau!!! Ela é muito simpática e fofa*-*...por falar em fofo, adorei muito o seu blog. Amo roxo *-*!!!!
    Gostaria que você também visitasse o meu blog...
    http://maluquice-de-garota.blogspot.com.br/
    Só mais uma coisinha flor: você gosta de moda? Então eu te convido a participar do PHOTO BY GIRL lá no meu blog.É muito legal e vai ser uma especie de divulgação para você e o seu blog. Fara também com que minhas e suas leitoras te conheçam melhor e o seu gosto pela moda =D:
    http://maluquice-de-garota.blogspot.com.br/p/photo-by-girl.html
    Beijinhos e uma boa semana para você !

    ResponderExcluir
  10. amei
    http://asdivasdasunhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Minha amiga é linda e uma benção do Senhor!
    Meu "orguio" rs
    Te amo curi, que o Senhor te guarde ♥

    ResponderExcluir
  12. Minha amiga é linda e abençoada por Deus! Que o Senhor a conserve assim e a guarde.

    ResponderExcluir
  13. clecyane que vc continue assim inspiradora.....que seus sonhos se realizem sim e simmmm,e,que"pessoinhas"não possam te intimidar nuuuuunca,o "alguém"que vc espera vai chegar sim,continue assim determinada,inpirada,corajosa.... E mesmo quando parecer impossivel siga,siga,siga,siga em frente sempre e sempre.Amei a entevista,me emocionei muitoooo...um graaaaandeeeeee abraço Cyane!

    ResponderExcluir
  14. nossa ela é muito simpatica, e dei uma pesquisada sobre Miastenia, e realmente ela é uma guerreira, adorei ela .
    acervo-de-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Que Deus abençoe muito a tua amiga. Gostei muito da entrevista dela!

    Att Fernanda,
    http://fernandamacenablog.blogspot.com.br

    Convido você a participar do sorteio que o meu blog em parceria com a Loja Menina de Palavra está oferecendo às leitoras. Os prêmios são 3 produtos e as regras estão bem básicas.

    http://fernandamacenablog.blogspot.com.br/2013/07/sorteio-em-parceria-com-loja-menina-de.html

    No ato da inscrição, por favor, mencionar o blog Fernanda Macena pelo qual você ficou sabendo do sorteio. Ok?
    Eu agradeço desde já. Beijos =)

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante!

- O blog é pessoal portanto respeite.
- Deixe o link do seu blog pra eu visitar.
- Favor sem xingamentos.
- Pode ter certeza que irei no seu blog tbm.

Obrigada pela visita, não esqueça de seguir o blog e volte sempre !

Beijos Aline Cuerci